Conectar-se

Esqueci minha senha

Contribua para a manutenção deste site
Aceitam-se doações para ajudar à manutenção deste espaço via Paypal
Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante :: 2 Motores de busca

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 39 em Seg Jul 31, 2017 9:54 pm
Estatísticas
Rentabilize o seu tempo


Publipt! Clique Aqui!
Publicidade
Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 



Acidentes de Trabalho

Ir em baixo

Acidentes de Trabalho

Mensagem  alexandra em Sex Abr 23, 2010 5:05 pm

Boa tarde,

Tenho umas dúvidas em relação à temática dos acidentes de trabalho:

  • Na ocorrência de 1 AT é necessário analisar as causas e elaborar o relatório sobre o mesmo. No caso de ser 1 acidente mortal, ou mesmo que não o seja?
  • Alguém sabe onde posso encontrar um modelo deste relatório?

Obrigada,
Alexandra
avatar
alexandra
Veterano
Veterano

Feminino Capricórnio Rato
Número de Mensagens : 52
Idade : 33
Localização : Funchal - Madeira
Emprego/lazer : TSHST
Pontos : 129
Reputação : 3
Membro desde : 01/04/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acidentes de Trabalho

Mensagem  Vitor em Sex Abr 23, 2010 10:21 pm

Como não compreendo bem o enquadramento da sua pergunta, vou tentar responder às suas questões de forma geral, tentando abordar vários aspectos:

- Qualquer acidente de trabalho deverá ser investigado para se determinarem as suas causas e poderem-se tomar as medidas preventivas mais adequadas, para que tal não volte a acontecer. A pirâmide dos acidentes nos diz que é eliminando as causas do acidentes de menor importância que permitirá diminuir a ocorrência dos acidentes de maiores proporções.

- as medidas preventivas deverão ser adequadas às consequências do acidente (danos para as pessoas e para o património). Existem acidentes cuja medida correctiva pode ser apenas fazer uma sensibilização ao trabalhador, devendo-se no entanto analisar sempre o histórico.
Outro tipo de acidentes implicará medidas de âmbito mais alargado e custo superior.

Exemplos práticos:

1A) Uma pessoa escorregou e caiu (queda ao mesmo nível) num piso de escritórios onde se sabe que mais ninguém escorregou e caiu e que mais ninguém "quase" caiu. Na avaliação das causas, verificou-se que a queda foi devida à utilização de calçado não adequado àquele piso. Uma sensibilização bastou a esse trabalhador e aos colegas dele utilizadores daquele piso.

1B) Após alguns meses, constatou-se que duas pessoas cairam, embora sem danos de maior, no mesmo piso. Esta situação levou ao estudo das ocorrências de forma diferente, tendo-se constatado que a especificação da cera que se dava no pavimento tinha sido alterado pela empresa de manutenção das instalações. Após a alteração da cera aplicada ao pavimento, mais ninguém escorregou.

2) Existiu uma explosão cuja possibilidade não foi prevista e que provocou dois feridos, um deles grave e levou a avultados danos patrimoniais. A análise da avaliação de riscos realizada anteriormente demonstrou que tal situação não tinha sido prevista nem se sabia que poderia ocorrer. O estudo das causas englobou o estudo das características e adequação dos 5M que interagem em qualquer actividade: Mão de obra ; Métodos utilizados/Gestão, Materiais, Medidas (Medições) e as Máquinas/Equipamentos utilizadas. A maior parte do estudo das causas foi realizado internamente, mas existiu a necessidade de averiguar algumas potenciais causas com recurso a entidades externas, de forma dar credibilidade à investigação de determinados aspectos e às conclusões posteriores, incluindo algumas das respectivas medidas preventivas a aplicar.
Os factores de risco a investigar podem-se agrupar em 4 grupos: organização do trabalho, local de trabalho, tipo de actividades e recursos utilizados.

Técnicas utilizadas e aspectos analisados na avaliação das causas do acidente:

- Mão de Obra: , tempo na empresa, acidentes anteriores dos envolvidos, características físicas, características psicológicas, idade, utilização de EPI...

- Métodos/Gestão: Horários de trabalho praticados; formação do trabalhador para a actividade; existência de procedimentos escritos e avaliação do seu cumprimento; responsabilidades atribuídas pelas actividades executadas; EPI atribuídos; EPC existentes; avaliação de riscos existentes; cumprimento e incumprimentos legais aplicáveis, avaliação do histórico de acidentes semelhantes...

- Máquinas/Equipamentos/Infraestruturas: avaliação da conformidade das máquinas (conformidade legal e conformidade "técnica" onde aplicável), avaliação da adequação dos equipamentos utilizados, avaliação dos sistemas de alarme existentes e respectivos níveis e formas de accionamento, avaliação das instalações utilizadas, avaliação dos danos causados...

- Materiais: Identificação e avaliação dos materiais e susbtâncias perigosas envolvidas, com respectiva análise de fichas de segurança das mesmas conforme aplicável.

- Medidas: Identificação das substâncias envolvidas (subprodutos devido a reacções químicas) e cálculo das concentrações (trabalho realizado por entidades externas já que foi necessário o recurso a laboratórios acreditados)...

Técnicas utilizadas: entrevistas com testemunhas, recurso a entidades externas credíveis (para avaliações químicas, e avaliação do desempenho dos equipamentos), utilização do método árvore de falhas, entrevistas com os acidentados conforme possível, entrevistas com as chefias, recurso a vários livros técnicos e... muito estudo.

Exemplos de medidas preventivas aplicadas após o inquérito: alteração das substâncias utilizadas, melhoria das instalações e de equipamentos, alteração dos procedimentos de trabalho, implementação de sistemas de alarme para uma situação nova, alteração da avaliação de riscos para contemplar a nova situação de risco, informação e formação objectiva e simples aos trabalhadores e seus representantes...

Concluindo:

- Todos os acidentes devem ser investigados. Se só se analisassem os acidentes mortais, cada vez existiriam mais acidentes e dos mortais ou muito graves (ver pirâmide de acidentes de trabalho de Heinrich, por exemplo).

- Os quase acidentes devem ser investigados.

- O grau de pormenor de uma investigação depende de vários factores, nomeadamente os danos causados, tanto pessoais como patrimoniais.

- Os acidentes mortais e os graves devem ser comunicados à ACT no prazo de 24 horas. No entanto, parece-me que não se encontra definido o que é um acidente grave. Um dos critérios utilizados é que se após um acidente é exigida a presença de uma autoridade, a presença de bombeiros ou prestação de serviço de socorro no local ou informação no hospital à polícia, deverá ser considerado grave. Existe um formulário para comunicação dos acidentes mortais e graves à ACT:
[url=http://www.act.gov.pt/(pt-PT)/Itens/ComunicacoeseAutorizacoesObrigatorias/ComunicacoesObrigatoriasemMateriadeSegurancaeSaudenoTrabalho/Paginas/default.aspx

- Não existe um modelo obrigatório para a análise de acidentes de trabalho. Deve ser feito segundo as artes da boa técnica e com recurso a pessoas "competentes para", dependendo da situação. Determinadas análises servirão para acidentes de determinado tipo e outras serão insuficientes.


Melhores Cumprimentos

V.

PS: Peço desculpa pela mensagem muito longa. Tentei abranger vários aspectos face ao enquadramento da sua pergunta.
avatar
Vitor
Iniciante
Iniciante

Masculino Número de Mensagens : 6
Pontos : 9
Reputação : 3
Membro desde : 15/04/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Acidentes de Trabalho

Mensagem  alexandra em Seg Abr 26, 2010 8:18 am

Bom dia,

Obrigada pela resposta.. foi longa, mas explicativa.

Realmente não me expliquei o suficiente. É clara a necessidade de análise de todos os acidentes de trabalho e "quase acidentes".
O que gostaria de saber é se existe algum modelo de relatório de acidente de trabalho a ser preenchido.

Obrigada,
Alexandra
avatar
alexandra
Veterano
Veterano

Feminino Capricórnio Rato
Número de Mensagens : 52
Idade : 33
Localização : Funchal - Madeira
Emprego/lazer : TSHST
Pontos : 129
Reputação : 3
Membro desde : 01/04/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acidentes de Trabalho

Mensagem  Vitor em Seg Abr 26, 2010 9:30 am

Na prática, eu utilizado um modelo elaborado e aprovado internamente pela empresa, que engloba os aspectos que foquei na mensagem anterior.
Estes inquéritos a acidentes de trabalho são enviados para as companhias de seguros e para a ACT (quando necessário ou pedido) e até hoje nenhuma entidade referiu que eu não o poderia utilizar ou que teria de o melhorar.

O modelo engloba vários grupos:

1.) Identificação do sinistrado: (nome, idade, categoria profissional, antiguidade na empresa e antiguidade na função, tipo de horário de trabalho)

2.) Acidente: local, data, hora

3.) Descrição do acidente e consequências

4.) Entrevistas às testemunhas e sinistrados

5.) Parecer do Chefe sobre o acidente

6.) Propostas de acções correctivas pela estrutura SHT (incluindo responsáveis e prazos)

7.) Aprovação das acções correctivas pela(s) Chefia(s).

8.) Anexos: peritagens e avaliações por entidades externas


Um modelo simples com estes pontos (e outros que considere necessários) pode ser feito em word ou excel.


Melhores Cumprimentos

Vitor
avatar
Vitor
Iniciante
Iniciante

Masculino Número de Mensagens : 6
Pontos : 9
Reputação : 3
Membro desde : 15/04/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Acidentes de Trabalho

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum