Conectar-se

Esqueci minha senha

Contribua para a manutenção deste site
Aceitam-se doações para ajudar à manutenção deste espaço via Paypal
Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 39 em Seg Jul 31, 2017 9:54 pm
Estatísticas
Rentabilize o seu tempo


Publipt! Clique Aqui!
Publicidade
Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 



Actualização da Comunicação Prévia

Ir em baixo

Actualização da Comunicação Prévia

Mensagem  gaudenzi em Seg Ago 02, 2010 10:37 am

Bom dia,

Ao abrigo do n.º5 do Artigo 15.º do Decreto-Lei n.º 273/2003 de 29 de Outubro deve ser comunicado mensalmente ao ACT a actualização da identificação dos subempreiteiros presentes em obra. No entanto tenho 3 dúvidas em relação a este ponto:

- Quando o subempreiteiro recorre a um sub-subempreiteiro é necessário proceder à actualização com o sub-subempreiteiro ?

- Quando o subempreiteiro recorre a subcontratação de mão de obra é necessário proceder à actualização com a empresa que fornece a mão de obra ?

- Quando o empreiteiro recorre a empresas de trabalho temporário considera-se as mesmas como sendo um subempreiteiro ?


Eu geralmente não costumo fazer a actualização da comunicação prévia em nenhum destes 3 pontos, mas faço o registo de dados no PSS ao abrigo do Artigo 21.º do DL 273/2003.

Se alguém conseguir responder a estas dúvidas agradecia.
avatar
gaudenzi
Iniciante
Iniciante

Masculino Número de Mensagens : 8
Localização : Lisboa
Emprego/lazer : Eng.º Civil - TSSHT
Pontos : 17
Reputação : 1
Membro desde : 01/07/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Actualização da Comunicação Prévia

Mensagem  Carlo Duarte em Seg Ago 02, 2010 2:38 pm

Boa tarde!

Desde que essa entidade fique em obra mais de 24h (3 dias de trabalho) é necessário elaborar um registo da mesma e como tal fazer a participação à coordenação para actualização da comunicação prévia. (art. 21º)

No que toca a cedência de mão de obra (empresas de trabalho temporário), existe legislação especifica que regulamenta esse tipo de serviço. Por experiência própria posso afirmar que quando a minha empresa recorreu a esse tipo de serviços tive que enviar toda a documentação da empresa de trabalho temporário e ainda elaborar uma avaliação de riscos para os postos de trabalho. Lembro-me igualmente que a legislação respeitante a este tipo de cedência de mão de obra limitava um pouco o tipo de tarefas que os trabalhadores poderiam realizar mas não sei precisar por não tenho essa documentação comigo.

Penso que este tipo de empresas inserem-se também na comunicação prévia, no entanto, não tenho a certeza.
avatar
Carlo Duarte
Veterano
Veterano

Masculino Capricórnio Galo
Número de Mensagens : 130
Idade : 36
Localização : Santarém
Emprego/lazer : THST / Técnico de Gestão Ambiental
Pontos : 265
Reputação : 20
Membro desde : 18/08/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Actualização da Comunicação Prévia

Mensagem  Paulo Ferreira em Ter Ago 03, 2010 9:22 am

Bom dia,

O 273/2003 refere que mensalmente deve ser efectuada a actualização da comunicação prévia com a identificação dos subempreiteiros já seleccionados.

As empresas de trabalho temporário não são subempreiteiros em obra e os trabalhadores cedidos por estas encontram-se legalmente enquadrados na estrutura do utilizador, no entanto, e embora a meu ver não seja obrigatório, tem sido normal incluir a identificação destas empresas na comunicação prévia.

Não tenho conhecimento que a ACT alguma vez tenha "reclamado" pelo facto de a comunicação prévia ter informação a mais, até porque lhes dá muito jeito a informação das empresas de trabalho temporário estar lá incluída.

Relativamente ao tipo de trabalhos que os trabalhadores cedidos por empresas de trabalho temporário podem efectuar, a legislação claramente refere que:
"Não é permitida a utilização de trabalhador temporário em posto de trabalho particularmente perigoso para a sua segurança ou saúde, salvo se for essa a sua qualificação profissional." - art. 175º n.º 4 da Lei 7/2009 (CT).

Embora a legislação não defina o que é um "posto de trabalho particularmente perigoso", no caso da construção a lei claramente dá indicações do seu enquadramento através da lista de riscos especiais constantes do art. 7º do DL 273/2003.


Cumps,
Paulo Ferreira

_____________________________________________________________________________________________
As mais fortes e persuasivas razões para se adoptarem medidas de Segurança, Higiene e Saúde do Trabalho, são as que definimos para nós próprios e não as que nos são impostas do exterior.
avatar
Paulo Ferreira
Administrador
Administrador

Masculino Capricórnio Cobra
Número de Mensagens : 556
Idade : 40
Localização : Maia
Emprego/lazer : TSSHT
Pontos : 590
Reputação : 73
Membro desde : 21/07/2008

Ver perfil do usuário http://legisonline.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Actualização da Comunicação Prévia

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum