Conectar-se

Esqueci minha senha

Contribua para a manutenção deste site
Aceitam-se doações para ajudar à manutenção deste espaço via Paypal
Quem está conectado
Não há nenhum usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e nenhuma Visita :: 2 Motores de busca

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 39 em Seg Jul 31, 2017 9:54 pm
Estatísticas
Rentabilize o seu tempo


Publipt! Clique Aqui!
Publicidade
Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 



Avaliação de Riscos - Interpretação dos Factores de Risco

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Avaliação de Riscos - Interpretação dos Factores de Risco

Mensagem  Carlo Duarte em Qui Out 28, 2010 10:19 am

Bom dia caros colegas!

Estou com uma duvida em qual será a interpretação adequada a dar na avaliação do risco, ou seja, quando o perigo e o(s) risco(s) está identificado temos que o quantificar de modo a avaliar a sua perigosidade e assim determinar se é ou não tolerável, segundo o método que será utilizado.

A minha dúvida reside na atribuição correcta para os valores Gravidade/Probabilidade/Exposição, a meu ver sem um critério correcto a valorização dos riscos perde consistência e credibilidade, aqui vai a minha interpretação de cada ponto;

- A exposição é o valor encontrado para quantificar o tempo que o trabalhador se encontra exposto ao Perigo, como tal, mesmo que sejam identificados vários riscos associados a esse perigo, o valor da exposição será igual para todos os riscos inerentes a esse perigo.

- A probabilidade é o valor que estima a maior ou menor possibilidade de que o acidente ocorra, ora, o valor irá ser maior ou menor dependendo das medidas de controlo existentes.

- A gravidade tem em conta as consequências humanas e materiais resultantes da ocorrência do acidente.

Após dar a minha visão de cada ponto vou tentar passar um exemplo de modo a que possam entender melhor as minhas dúvidas;

Imaginemos uma tarefa que tem como perigo Manipulação de Objectos (ferramentas manuais), um dos riscos poderá ser queda de objectos em manipulação e a sua consequência será algo parecido com traumatismos, contusões, fracturas.
Após identificados os riscos e as suas consequências vamos tentar quantificar cada ponto de G/P/E.

- Tendo em conta que o trabalhador está exposto (E) ao perigo durante grande parte do dia vamos dar à exposição um valor de 10 (Muitas vezes por dia)

- Para atribuir um valor a (P) temos que identificar quais as medidas que são usadas actualmente, o histórico de acidentes de trabalho, falar com os trabalhadores (até porque 99% dos quase acidentes não são reportados). Tendo em conta esses pontos identificamos que por vezes as ferramentas lá caem ao chão, acertando por vezes nos pés dos trabalhadores. No entanto, a empresa obriga os mesmos a utilizar botas de protecção mecânica (com biqueira/palmilha aço), devido a essa medida nunca ocorreu um acidente resultante da queda de ferramentas manuais mas o acontecimento perigoso continua a suceder. Como vamos classificar (P)? Colocamos um valor alto pelo facto do acontecimento perigoso ser frequente? Ou baixo por nunca ter acontecido e por existir uma medida implementada que evita a ocorrência do dano? Ficamos entre 10 (Muito provável de ocorrer) e o 0,5 (Nunca aconteceu)

- E a gravidade? Vamos ter em conta as medidas implementadas? Se o objecto cair no pé do trabalhador quanto está a utilizar umas botas de protecção mecânica a gravidade do acontecimento será pequena.. Ou temos em conta as consequências do risco sem qualquer tipo de medidas implementadas? E assim voltamos ao mesmo dilema da probabilidade, maior ou menor valor?

Qual é a vossa opinião? Será que o valor que realmente oscila é a P? Para mim será o mais lógico.

A G deverá ser “estática” e deve ter em conta a gravidade do acidente (compreenda-se ocorrência de dano) se ele ocorrer, enquanto que a P vai mudando de revisão para revisão mediante as medidas adoptadas e procedimentos de trabalho mas sempre tendo em conta a ocorrência do acidente em si, ou seja resultando em dano. Caso contrário passa a ser um quase acidente.

Espero que não me tinha perdido muito e que seja possível entender qual a minha dúvida. Fico a aguardar pelas vossas opiniões!
avatar
Carlo Duarte
Veterano
Veterano

Masculino Capricórnio Galo
Número de Mensagens : 130
Idade : 35
Localização : Santarém
Emprego/lazer : THST / Técnico de Gestão Ambiental
Pontos : 265
Reputação : 20
Membro desde : 18/08/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Avaliação de risco: valoração dos critérios

Mensagem  CVieira em Sex Out 29, 2010 11:29 am

Caro Carlo,
Na minha opinião o seu critério de valoração está certo, ou seja, o tempo de exposição ao perigo influencia geralmente a probabilidade do acidente, porém há que ter em conta as medidas existentes no sentido de reduzir essa probabilidade. Discordo consigo quanto à gravidade, que na minha opinião também deve entrar em linha de conta com as medidas existentes. Mas depende.
"A empresa obriga os trabalhadores a usar botas de protecção mecânica e devido a essa medida nunca ocorreu um acidente resultante da queda de ferramentas manuais".
E todos os trabalhadores usam? Sempre? As botas são mantidas em boas condições de utilização? Se sim, eu no seu caso valorava P e G mais baixos. Mas caso detecte que não raras vezes não é cumprida a obrigatoriedade de uso do EPI deve valorar P na média e reflectir as eventuais consequências num G um pouco mais elevado, mas sem dramatismos! Atenção que nas medidas de controlo do risco deve identificar precisamente a obrigatoriedade de uso do EPI dado que é isso que fundamenta a sua valoração dos diferentes critérios.
Espero ter ajudado, cumprimentos
Catarina
avatar
CVieira
Iniciante
Iniciante

Feminino Leão Cabra
Número de Mensagens : 5
Idade : 38
Pontos : 8
Reputação : 3
Membro desde : 17/09/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Avaliação de Riscos - Interpretação dos Factores de Risco

Mensagem  Carlo Duarte em Sex Out 29, 2010 2:10 pm

Muito obrigado pela opinião Catarina.

Ora bem, a meu ver o problema está mesmo no tema que tocou e a sua interpretação. Já tentei procurar livros que abordassem o método de WTF mais profundamente mas infelizmente não encontrei nada que tivesse algo de novo.

Todas as definições de gravidade que tenho lido referem a avaliação das consequências humanas e materiais resultantes da ocorrência do acidente (ocorrência do risco), logo, tenho interpretado exactamente assim.. Tenho mantido a gravidade consoante o risco mudando somente a probabilidade da ocorrência mediante as medidas controlo implementadas.

Se é o mais correcto ou não.. não faço ideia, daí ter pedido a vossa ajuda.

Aproveito para deixar mais um exemplo;

Trabalhos em altura, nomeadamente em postes de electricidade BT/MT/AT, se a subida for feita pelo trabalhador é necessário instalar uma linha de vida e usar um arnês com amortecedor de queda e corda de posicionamento. Com o uso dos equipamentos para este tipo de trabalho conseguimos baixar consideravelmente a probabilidade de queda em altura no entanto, se por algum motivo a queda ocorrer, seja por uso indevido dos equipamentos, falta de manutenção, etc, a gravidade será a mesma. (ex: quedas de 18m a 24m em MT)

Aqui a implementação de medidas de controlo não tem influência da consequência a não ser que o procedimento de trabalho seja eliminado e substituído por outro, por exemplo, utilização de grua com cesto, mesmo assim caso a queda se verifique a gravidade continua a ser a mesma.

Penso que não dá para fugir desta situação, se estamos a avaliar a queda em altura não é possível afirmar que a mesma tem uma ponderação de 1 (pequenas feridas/lesões ligeiras) mesmo que as medidas de controlo sejam 99% eficazes e evitem a ocorrência da queda. Para mim não faz qualquer sentido.. Se ocorrer é certo que resulte em consequências muito graves, logo na avaliação deve ter uma classificação de Lesões graves (incapacidades permanentes) ou ser considerado acidente mortal.

Concordo que devemos ter sempre em conta a falha humana, a falta no uso dos equipamentos de protecção ou cumprimento das regras de trabalho, no entanto, mesmo que o grau de perigosidade seja considerado tolerável pela organização devemos sempre adoptar medidas de controlo, ou seja, a formação e informação deverá a meu ver estar sempre contemplada nas medidas de controlo mesmo que o GP seja 1.

EDIT: Alias, no caso da utilização das botas, o uso das mesmas não vai ter influência na probabilidade de ocorrência na queda de objectos.. Logo as medidas a adoptar devem ser outras (ex: formação, utilização de outro tipo de ferramentas) provavelmente o exemplo não foi o melhor.. Very Happy Mesmo assim, acho que é possível entender as minhas dúvidas.
avatar
Carlo Duarte
Veterano
Veterano

Masculino Capricórnio Galo
Número de Mensagens : 130
Idade : 35
Localização : Santarém
Emprego/lazer : THST / Técnico de Gestão Ambiental
Pontos : 265
Reputação : 20
Membro desde : 18/08/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Avaliação de Riscos - Interpretação dos Factores de Risco

Mensagem  CVieira em Sex Out 29, 2010 4:42 pm

Carlo,
São obviamente exemplos diferentes. No 2.º caso a gravidade da queda será sempre elevada, seja com uso da linha de vida ou com recurso a grua com cesto. No 1. caso a gravidade era muito atenuada pela utilização do EPI, e o risco praticamente ficava eliminado. Neste caso, mesmo com o recurso às melhores técnicas disponiveis, não podemos evidentemente garantir que a queda nunca ocorrerá.
Conclusão, cada caso é um caso. Para valorar adequadamente penso que há que entrar em linha de conta com alguns aspectos como as medidas preventivas existentes eficazes, análise do histórico de acidentes de trabalho (n.º acidentes, análise de causas e consequências dos mesmos), o nivel de cultura de segurança da empresa, por exemplo, niveis de formação/informação no âmbito da segurança.
Mas julgo que tem um problema na sua avaliação de risco que será na diferenciação entre perigo e risco.
No primeiro caso, o perigo é a manipulação de objectos/ferramentas manuais, e o risco que identifica relativamente a este perigo é a queda destes objectos/ferramentas. Ora o que avalia quantitativamente (valoração) é o risco ( e não o perigo) e esse risco tem duas componentes: a Probabilidade (frequência com que eventualmente ocorra a queda de objectos, tendo em atenção que sendo influenciada pela frequência do trabalho tal não significa que se traduza numa probabilidade alta) e a Gravidade (consequências da queda dos objectos - e aqui valora atendendo a que o uso de EPI é obrigatório).
Bom fim de semana
Cumprimentos
Catarina
avatar
CVieira
Iniciante
Iniciante

Feminino Leão Cabra
Número de Mensagens : 5
Idade : 38
Pontos : 8
Reputação : 3
Membro desde : 17/09/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Avaliação de Riscos - Interpretação dos Factores de Risco

Mensagem  Carlo Duarte em Sex Out 29, 2010 7:13 pm

Essa questão depende do método utilizado, como referi nos posts anteriores estou a utilizar o método de William T. Fine (WTF), este método tem em conta 3 factores;

- Gravidade/Consequência
- Exposição
- Probabilidade

Ou seja, o Grau de perigosidade (GP) é determinado através da multiplicação de C*E*P.

Este método tem em conta igualmente a justificação da aplicação de cada medida correctiva. O Indice de Justificação (J) é determinado através de GP a dividir pela multiplicação do Factor de Custo (FC) e Grau de Correcção (GC). Desta forma temos um meio de apresentar à administração a "validade" da medida correctiva mediante a % de correcção do risco e o custo associado da mesma medida.

Como deve ter conhecimento existem vários métodos que podem ser utilizados, cada um adapta-se melhor á realidade de cada actividade.

No que toca à valoração do risco e à diferenciação do R e P, nesse ponto não tenho dúvidas e estou seguro que a minha diferenciação do risco e perigo é a correcta, como é óbvio vamos valorizar o risco..

Aqui vai um guia de aplicação do método de WTF elaborado pelo Rui Veiga. Pode ser que interesse a alguém Smile yousendit.com ZGJlRGwwQXB1Yk5jR0E9PQ

Bom fim de semana Smile
avatar
Carlo Duarte
Veterano
Veterano

Masculino Capricórnio Galo
Número de Mensagens : 130
Idade : 35
Localização : Santarém
Emprego/lazer : THST / Técnico de Gestão Ambiental
Pontos : 265
Reputação : 20
Membro desde : 18/08/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Avaliação de Riscos - Interpretação dos Factores de Risco

Mensagem  CVieira em Sab Out 30, 2010 11:52 am

Sim Carlo, tenho conhecimento de que existem vários métodos e que cada um tem aplicações diferentes consoante as situações. Penso que está a usar o método correcto e também concordo com a forma como está efectuar a valoração em ambos os casos, (tendo dado a minha opinião em relação ao primeiro, como solicitou, e concordando obviamente consigo quanto ao segundo). Surgiu me porém a dúvida se estaria a fazer a correcta diferenciação entre perigo e risco, porque já vi algumas coisas bastante mal feitas no que diz respeito a identificação de perigos e avaliação de riscos. Só quis realçar a importância da diferenciação, há por ai muito técnico que confunde tudo. Do seu post anterior verifico que não é o seu caso e por isso, felicito-o, também pela preocupação que teve na selecção e aplicação correcta do método WTF. Fique bem! Catarina
avatar
CVieira
Iniciante
Iniciante

Feminino Leão Cabra
Número de Mensagens : 5
Idade : 38
Pontos : 8
Reputação : 3
Membro desde : 17/09/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Avaliação de Riscos - Interpretação dos Factores de Risco

Mensagem  Carlo Duarte em Sab Out 30, 2010 3:35 pm

Então o que podemos tirar da nossa conversa é que de facto tanto a Gravidade como a Probabilidade podem ser condicionadas pelas medidas a implementar ou já implementadas, certo? Tenho que concordar que é o mais lógico.

Inicialmente pensei que a gravidade deveria ser classificada segundo as consequências da ocorrência do acidente.

Obrigado pela opinião, ajudaste bastante! Vamos ficar á espera da opinião de mais colegas do fórum para partilharem as suas opiniões. Aliás, este tópico foi feito também com o intuito de ajudar e tirar duvidas a todos que tenham questões sobre avaliações de riscos.
avatar
Carlo Duarte
Veterano
Veterano

Masculino Capricórnio Galo
Número de Mensagens : 130
Idade : 35
Localização : Santarém
Emprego/lazer : THST / Técnico de Gestão Ambiental
Pontos : 265
Reputação : 20
Membro desde : 18/08/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Avaliação de Riscos - Interpretação dos Factores de Risco

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum